Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crocodila voadora

Uma cena da Trezalves

Crocodila voadora

Uma cena da Trezalves

15
Jul18

Jacarandás em casa

Os Jacarandás são árvores originalmente da América do Sul, e que os “descobrimentos” espalharam pelo resto do mundo, sendo frequentes em cidades cujas temperaturas não desçam muito a baixo dos zero graus.

Em Lisboa há bastantes Jacarandás, um deleite quando se enchem de flores liláses que cobrem o chão de cor e o ar de perfume. Mesmo sem flores, as suas ramagens são perfumadas. Os seus frutos parecem conchas castanhas, dentro das quais estão as sementes.

Tapete liás

Claro que nem tudo são rosas e, quem costume estacionar onde há Jacarandás em flor, não deve apreciar o facto de caírem fragmentos resinosos que deixam o carro todo meloso.

Já me aconteceu vir a subir a rua de nariz no ar, feliz da vida com a cor e o perfume, e cruzar-me com um senhor que, encontrando o carro cheio de minúsculas pétalas e flores coladas ao carro com resina, gritava que deviam cortar todas aquelas árvores. Compreendo a frustração, mas acho que são os carros e não as árvores quem se deve afastar ;-)

Tapete

Ter um Jacarandá

Recolhi sementes e, no primeiro rasgo de Primavera que tivemos em Março, deitei-as à terra, vingaram, transplantei-as para vasos, aguentaram-se e estavam a ensaiar o incrível rendilhado das suas folhas quando comecei a escrever este post, em banho maria há vários meses...

Futuro bonsai

Pretendo oferecer a grande maioria e ficar com meia dúzia, em vasos, e esperar que comecem a perfumar o ar como os ramos que trago da rua. Terão de passar uns 7 anos até que maduras o suficiente para florescer, mas pelo perfume, acho que vale a pena.

Por isso decidi partilhar o que aprendi até agora, para quem queira aproveitar o facto de nesta altura os Jacarandás ainda terem muitas sementes, nos ramos ou caídas por perto.

As sementes

Penduradas dos ramos, podem observar-se, castanhas escuras e arredondadas, por entra as folhas. Mas a não ser que caiam ao chão, de pouco nos servem as que ainda estão na árvore pois estão normalmente altas demais para se lhes chegar. Mas é procurar no chão, caídas pelos passeios e jardins onde há Jacarandás.

Os Frutos

O meu truque é andar com um saquinho de papel onde meto as “conchas” fechadas. Digo fechadas porque quando abrem as sementes desaparecem. O corpo de cada semente tem uma película que faz que voe com o vento. Para além disso há bicharada que entra e faz banquete. Já me aconteceu trazer uma semi-aberta e ao abrir encontrar um bicho que parecia cruzamento de joaninha com escaravelho :-/

As sementes

Semear

Li que apenas poucas plantinhas rebentavam e que, dessas, muito poucas vingavam. E eu toca de meter duas e três sementes por furo, para aumentar as probabilidades, o que não foi muito inteligente pois agora nem tenho vasos para todos nem espaço para mais vasos :-s

Rebentos 

Um qualquer vaso de cerca de 20 cm de diâmetro chega para uma pessoa experimentar. A terra deve ser nova e eu costumo misturar metade da dos sacos verdes que dizem ECO com metade de terra genérica. Mas para este projecto comprem apenas a ECO (há várias marcas, é indiferente qual).

Transplantar

Quando os rebentos atingem uns 10 cm de altura, devem transplantar-se. 1 pé por cada vaso de 20 cm de diâmetro. Eu tenho vasos de vários tamanhos e dois vasos tem 4 plantas cada porque nasceram muito mais do que eu esperava.

Rendilhado

O garfo é uma ferramenta que utilizo bastante. Fita-cola de papel em volta da pega para firmeza de manuseio e torna-se num mini ancinho. Por acaso o deste vídeo não tem fita-cola, mas como não é da família das que andam a serviço, está por natureza diferenciado :-)

Para adopção

Tenho cerca de 30 pés de Jacarandá, pelo que poderei dar alguns para adopção. 

Para adopção

Seja para crescer em vaso de varanda ou jardim térreo, lembrem-se que demorará alguns anos até as plantinhas amadurecerem o suficiente para começar a emanar perfume. Eu vou esperar. E tu?

Quem tenha interesse em saber mais é deixar comentário que dentro do que eu souber, eu ajudo :-)

 

Post scriptum

Não é possível enviar plantinhas em vaso por correio. Não apenas pelos dias que passariam fechadas dentro da caixa, como pelo facto de que a terra se entornaria e a platinha chegaria seguramente em muito mau estado. Assim, quem quiser adoptar um Jacarandá, terá de vir a Lisboa. Quem venha de fora, de autocarro ou de comboio, eu vou ao encontro (estação, paragem) para facilitar.